Wattz a Blog!

Monitoramento de E-commerce no Google Analytics Universal

Todos nós sabemos que o monitoramento de resultados, ou conversões, é muito importante para uma empresa. Se você vende um produto, deve monitorar todas as transações. No post de hoje, vamos falar sobre como monitorar as transações de e-commerce com o Google Analytics Universal.

Como funciona o monitoramento de E-commerce do Google Analytics

Em geral, as funções do monitoramento de e-commerce do Google Analytics Universal são as mesmas do monitoramento de e-commerce do Google Analytics antigo. O Google Analytics coleta os dados da transação usando uma tag de JavaScript localizada em sua página de agradecimento (após ter finalizado uma compra).

Como funciona o monitoramento de E-commerce do Google Analytics

Como funciona o monitoramento de E-commerce do Google Analytics

A grande diferença entre o código de monitoramento de e-commerce do antigo Google Analytics e o novo código do Analytics Universal é o formato dos dados da transação em sua página de agradecimento. Veja o passo a passo abaixo.

Como configurar o Monitoramento de E-commerce do Google Analytics

Em primeiro lugar, ao contrário do código de monitoramento de e-commerce antigo, você precisa adicionar uma linha extra de JavaScript na sua página de agradecimento. Este código irá carregar uma biblioteca de monitoramento de e-commerce para sua página agradecimento. Esta biblioteca contém todo o código necessário para controlar uma transação.

ga('require', 'ecommerce', 'ecommerce.js');

O Google Analytics separou o código de e-commerce para reduzir o tamanho total do arquivo analytics.js. Isso faz com que o seu site carregue mais rápido, melhorando a experiência de navegação para os seus visitantes.

O código acima é uma adição extra ao código padrão do Google Analytics que você coloca em todas as páginas do site (ele só deve ser colocado na página de agradecimento).

Em seguida, você precisa adicionar os detalhes da transação na sua página de agradecimento. Lembre-se que você precisa criar o código do lado do seu servidor que formatará a transação de uma maneira especial, com todas as informações de cada transação:

ga('ecommerce:addTransaction', {
id: '98765', // ID de Transação - Isto normalmente é gerado pelo seu servidor
affiliation: '', // Nome da Loja (não é obrigatório)
revenue: '49.00', // Valor Total da Transação
shipping: '0' , // Frete
tax: '5.99' }); // Taxa

ga('ecommerce:addItem', {
id: '98765', // ID da Transação<
sku: 'AMN567', // SKU/código do produto
name: 'Mochila para Notebook', // Nome do Produto
category: 'Acessórios de Informática', // Categoria ou variante
price: '49.00', // Preço unitátio
quantity: '1'}); // Quantidade

ga('ecommerce:send');

Entendendo o código de monitoramento de E-commerce

Existem três partes para o código de monitoramento de e-commerce:

  1. A primeira seção são os dados da transação. Esta parte é um resumo sobre o total da transação.
  2. A segunda seção contém informações sobre cada item na transação. No código acima, há apenas um item, o SKU AMN567. Se o cliente comprasse vários itens, então haveria várias seções do item (addItem) no código. É preciso haver uma seção item para cada item específico comprado.
  3. A parte final do código é a linha de envio. Esta linha de código envia os dados extraídos para o Google Analytics.

O que significa cada parte dos dados de transação:

  • ID: Este é o ID da transação. É normalmente gerado pelo sistema. Ele deve ser exclusivo para cada transação.
  • Afiliação: Na realidade, este é um campo aberto que você pode usar para armazenar qualquer dado. Este campo supostamente é para armazenar todas as informações de afiliados, ou o nome da loja. Mas, basicamente você pode usá-lo para qualquer coisa. Eu já vi pessoas usando-o para armazenar o nome de um cupom, por exemplo.
  • Receita: Uma métrica muito importante para todo o comércio eletrônico. Isto especifica a receita total associada a cada transação. Este valor deve incluir todos os custos de frete e impostos.
  • Frete: Todos os custos de envio associados à transação.
  • Imposto: Qualquer imposto associado à transação.

O que significa cada parte dos dados associados a cada item na transação:

  • ID: Este é o mesmo ID utilizado na seção de transação. Google Analytics usa isto para ligar os itens na transação à transação total.
  • SKU: SKU é um identificador ou código único que se refere aos itens ou produtos que estão disponíveis para venda. Cada SKU está anexado a um item, variante, a linha de produtos, pacote, serviço ou taxa.
  • Nome: Um nome legível para este produto. Este será visível em muitos dos relatórios do produto no Google Analytics.
  • Categoria: A categoria que este produto pertence. O Google Analytics só pode associar uma categoria para cada produto.
  • Preço: O preço de uma única unidade deste item particular.
  • Quantidade: A quantidade que o cliente comprou nesta transação.

Exemplo de Monitoramento de E-commerce

Vejamos um exemplo real. Suponha que eu tenha um e-commerce de bolsas e alguém completou a seguinte transação:

Os detalhes da transação:
ID da Transação: 98765
Total: R$ 618,00
Imposto: R$ 0,00
Envio: R$ 25,00

Artigos adquiridos na transação:
uma unidade, Celular Samsumg, 589,00 reais, SKU = CSAM345, Categoria = Smartphone
uma unidade, Case Celular, 29,00 reais, SKU = CCEL589, Categoria = Acessórios Celular

Abaixo, como os dados acima deverão aparecer no código da página de agradecimento:

Como o código de monitoramento de e-commerce do Analytics Universal deve aparecer para uma compra.

Como o código de monitoramento de e-commerce do Analytics Universal deve aparecer para uma compra.

Observe como há duas seções para addItem. Isso porque havia dois itens na transação. Lembre-se, você precisa de um addItem para cada item que o cliente comprou.

Criando um plano de monitoramento de comércio eletrônico

A implementação de código de monitoramento de comércio eletrônico é um passo fundamental para todo e-commerce. Mas, é apenas uma parte da história do monitoramento. Você precisa considerar a coleta de outras informações, como o número de clientes versus número de usuários que apenas visitam, por exemplo. Você precisa ter um plano de medição maior e analisar o comportamento do usuário até a compra e utilizar estes dados para aumentar a conversão (venda) do seu e-commerce.

Fonte: Analytics Talk

Guga Alves

Sócio-Fundador da Agência Wattz. Analista de Sistemas, Pós graduado em Gestão Estratégica em Marketing Digital e idealizador do site Tudo Para WordPress, Guga é conhecido por ser especialista em SEO e uma das referências em desenvolvimento WordPress no cenário brasileiro. Palestrante de eventos como a Campus Party e WordCamp's Porto Alegre, São Paulo e Belo Horizonte, além de organizador do WordCamp Rio de Janeiro.

2 comments

Entre na conversa
  • Robson - 2 de fevereiro de 2015 responder

    Quanto tempo demora para aparecer no relatório do ga ?

    Lisane Andrade - 11 de fevereiro de 2015 responder

    Olá, Robson! No relatório “Tempo Real” aparece na hora. Nos outros relatórios do Analytics, depois da primeira hora.

Deixe seu comentário